Cura e expansão pelo som

Existem muitos sons que podem nos curar. Usá-los como recursos terapêuticos e caminhos de cura é algo que nos acompanha desde o início da humanidade. Aliás, o som nos acompanha desde sempre. Sabe aquela passagem “No princípio era o Verbo”? O verbo é o som que deu início a tudo. Existe uma antiga proposição hindu de que “o mundo é som”: Nada Brahma. Na verdade, a questão é que tudo está em constante movimento/vibração e, portanto, emitindo um som. Nem sempre nosso espectro auditivo consegue perceber todos os sons que nos circundam, mas eles estão por aqui e nós podemos perceber as ondas sonoras pelo nosso corpo e captar sua energia.


Você já ouviu um instrumento musical desafinado?


Para afiná-lo nós aproximamos um som mais harmônico e o convidamos a melhorar seu padrão de vibração. Sabe quando estamos tristes ou com raiva e ouvimos um “eu te amo” ou uma música que muda nosso estado de espírito? Isso para mim já é Sound Healing!


Mas é claro que podemos aprofundar alguns conceitos.


Então já sabemos que tudo vibra e emite sons. Será que uma célula saudável e uma célula de câncer emitem o mesmo som? Já existem pesquisas cientificas mostrando que não.


Também é importante aprofundarmos na lei da ressonância da física: “é o fenômeno em que um sistema vibratório ou força externa conduz outro sistema a oscilar com maior amplitude em frequências específicas conhecidas como frequências ressonantes ou frequências naturais do sistema. Nessas frequências até mesmo forças periódicas pequenas podem produzir vibrações de grande amplitude, pois o sistema armazena energia vibracional.” Wikipedia


Como já sabemos, somos sistemas vibratórios e como tais cada um de nós tem a sua frequência fundamental, o seu som. Relaciono esse nosso padrão vibratório de base à nossa essência ou ao nosso Eu Superior. Às vezes nos desconectamos do nosso caminho e começamos a vibrar de forma desarmônica (é o que acontece quando estamos doentes).



Quando isso acontece, um outro sistema vibratório como, por exemplo, um terapeuta ou um instrumento musical bem afinado, pode nos convidar a ressoar diferente. Como todos temos frequências próximas e sabemos vibrar em padrões mais altos não temos como escapar da ação da ressonância. E assim o Sound Healing nos convida a elevar nossas vibrações, a entrar em padrões mais harmônicos e a acessar frequências de cura, amor, conexão e luz.




Existem muitos instrumentos para desenvolver esse trabalho e também podemos associá-lo ao Reiki, ao conhecimento acerca de intenção, à geometria sagrada, à radiestesia, cristaloterapia, etc. Podemos utilizar as taças de metal como os sinos tibetanos usados há milênios no oriente que trazem uma bagagem de anos de experiências com práticas meditativas, tigelas de cristal que trazem uma grande tecnologia do Vale do Silício e o poder terapêutico dos cristais de quartzo que podem ser programados para cada trabalho, ou ainda um tambor xamânico que além da conexão com a natureza, com os nossos animais de poder, com o nosso curandeiro interno e a ancestralidade e sabedoria dos povos originários trás o 1º som que ouvimos ao sermos concebidos: um coração pulsando.



No trabalho com sons podemos nos reconectar com todos esses recursos e podemos viajar a todos esses lugares. Uma sessão de Terapia Sonora pode nos trazer aconchego, carinho de colo de mãe, reconexão com nossas raízes, lembrança da nossa ancestralidade, uma conversa com nossos anjos, e principalmente um caminho para o nosso processo de autocura, pois os sons convidam os nossos corpos a se lembrarem das frequências vibratórias que já conhecemos e já sabemos atingir. É um tratamento que traz efeitos ao corpo físico e aos corpos sutis trabalhando com nossas emoções, nosso campo energético e nosso corpo espiritual.


É comum acessarmos sensações e emoções que estavam guardadas, podemos reviver situações e assim ressignificá-las e podemos ter experiências de expansão de consciência em que nos conectamos a outras possibilidades. A experiência é individual e muito pessoal, mas independentemente de entrarmos em estado meditativo recebemos as frequências e a energia que precisamos no momento e ensinamos nosso corpo físico e nossa mente que eles podem relaxar, pois estamos num espaço seguro.


Por Tainá Porã

Sound Healer e terapeuta transpessoal


42 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo